24
                       
           
          | Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

jornal diario
Desde: 03/01/2018      Publicadas: 21      Atualização: 18/01/2018

Capa |  a nostagia dos anos 80  |  bom dia sao paulo do transito  |  brasil e o mercado externo  |  catho e manager e uma cllada  |  cidade fantasma  |  cinema historia  |  diversidade  |  filhoes e pais  |  futebol feminino  |  governo temer um relaxo  |  imovel mrv pesadelo  |  mpt na falencia  |  mundo  |  noticias verdade  |  o circo uma arte muito nobre  |  polemica  |  rede globo investigada fbi  |  sociedade  |  trump war  |  u2 historia do bon vox  |  upa do sao vito nao tem medico


 imovel mrv pesadelo

  00/00/0000
  0 comentário(s)


MRV MINHA RAIVA MEU PESADELO

a mrv tem mais de 300 mil processos a construtora e um pesadelo cobrança indevida dos imoveis entregue

MRV  MINHA RAIVA  MEU PESADELO

MRV O PESADELOS DOS MORADORES 

 

Já não sei nem mais qual canal buscar para tentar resolver meu problema, simplesmente porque esta empresa só está interessada em vender, mas quando refere-se a honrar seus compromissos com seus clientes, não sobra uma alma para fazê-lo.
Em 05/abril/2016 adquiri uma unidade do residencial Spazio Louvre, na cidade de Londrina-PR. Na época, o funcionário Iury Jacob me informou que, como eu moro com meus pais, eu poderia fazer uma declaração em Cartório, com firma reconhecida, atestando que eu habito com meus genitores e isso caracterizaria minha dependência e eu obteria um valor maior de recursos do Prog. Minha Casa, Minha Vida, chamado fator social.
A documentação estava toda ok, com avaliação de financiamento aprovada e tudo. O apartamento custa R$ 154.930,00. 
Paguei 2 boletos, num intervalo de 1 semana, referente à entrada do imóvel, visto que eu só poderia financiar 86 mil pela Caixa - um boleto de R$ 22.000,00, em 25/04/16, e outro de mais de R$ 21.862,83, em 06/05/16. 
O apartamento custa R$ 154.930,00, menos R$ 43.862,83 de entrada, sobra R$ 111.067,17. Deste valor, eu poderei financiar R$ 86.000,00. Sobra, então, R$ 25.067,17. Eu também utilizarei meu FGTS, que em abril, era de R$ 8.468,17, sobrando então R$ 16.599,00.
Este último valor, R$ 16.599,00, é o valor que eu obtive de subsídio pelo Governo, devido eu morar e depender ainda dos meus pais. Tudo certo até então.
No dia 10/05/16 eu assinei os formulários do CaixaAqui Maxxi Investimentos, em Londrina-PR, com essa proposta relatada acima e aprovada pela Caixa Econômica. Paguei inclusive uma taxa de R$ 60,00 no estabelecimento, para o atendente Guilherme de Almeida.
No dia 11/05, pedi que um contato meu intercedesse por mim na Caixa, para que eu assinasse logo meu contrato com o banco, evitando assim correções sem fim do saldo devedor. A informação passada pelo gerente geral da agência foi que não teria condições de assinar no mês de maio, pois a MRV ainda precisava regularizar documentos referentes ao Habite-se do empreendimento.
No dia 31/05, novamente fui atrás para ver se os documentos da construtora haviam sido normalizados. A resposta do gerente geral foi negativa. 
Passou o mês de Junho inteiro. No mês de Julho, mais ou menos dia 15, o pessoal do Caixa Aqui ligou e solicitou que eu atualizasse os comprovantes de renda, residência e extrato do FGTS, pois a MRV havia regularizado a documentação de Habite-se e poderia começar assinar o contrato com o banco. 
Prontamente, eu os atendi. No dia 19/07/16 compareci ao CaixaAqui para assinar os novos formulários de avaliação do meu financiamento e foi quando a moça me disse que o fator social, que fez eu obter um recurso maior do governo, havia saído de vigência, e que agora meu subsídio seria de pouco menos de R$ 10.000,00. A diferença eu teria que pagar - para a MRV!
Deste dia em diante começou meu pesadelo.
Como que uma cliente, com todos os documentos regulares, com entrada paga, financiamento aprovado, tudo ok, paga pelo erro/atraso dos documentos da Construtora?
Se a MRV não tivesse demorado toda vida para regularizar tais documentos, eu teria o benefício de R$ 16.599,00 aprovado pelo banco e de direito. Eu fui atrás do Iury, vendedor, não adiantou. Fui atrás de um moço chamado Michel, do setor do crédito da MRV de Londrina, no dia 04/08. O funcionário ficou de me dar um parecer, tentando resolver o problema até o dia seguinte. Estou esperando até hoje!
Abri 3 chamados no Fale Conosco, do portal de relacionamento com o cliente, nos dias 08/08; 10/08 e 17/08.
Fui atrás do gerente de vendas, Maicon Pryplotski, que até agora foi o único que conseguiu parcialmente resolver o problema.
Eu não admito pagar essa diferença, pois essa diferença só surgiu em decorrência do atraso na regularização de documentos por parte da Construtora. Além disso, todos esses meses de atraso vão gerar correção do meu saldo devedor. E mais uma vez, a conta vai ficar para a CLIENTE IDIOTA que honrou com todos seus compromissos até agora.
Já estou pagando as taxas referente a escritura - coisa que também não concordei no contrato, pois se trata de uma caso nítido de venda casada - considerado [editado pelo Reclame Aqui] no país. Mas como o Maicon disse que não teria como desvincular o contrato dessas taxas de escritura, resolvi não fazer caso por causa de R$ 800,00.
Também já paguei a entrada do kit de acabamento, no valor de R$ 2001,00, no dia 22/06/16 e já estou pagando as demais parcelas.
Eu quero saber quem vai pagar a diferença do meu financiamento, de aproximadamente R$ 6.700,00????
Quem vai pagar todas as correções de INCC no meu saldo devedor, devido ao atraso até hoje?
A MRV simplesmente desonrou todos os compromissos firmados até agora e eu não acho um único funcionário capaz de solucionar tal problema.
Já havia indicado 2 pessoas para comprar imóveis neste residencial.. Minha vontade é de gritar pro mundo inteiro o quão antiéticos e irresponsáveis a MRV tem sido com os sonhos das pessoas!
Eu não admito pagar pelo erro da construtora!!! Eu quero resposta e quero logo, pois já estou há quase 1 mês nessa pesadelo, nesse estresse, sem nenhuma luz no fim do túnel! 
Att. Alana Piovezan - cliente MRV do empreendimento Spazio Louvre em Londrina-PR

 

O MEU APTO TIVE QUE ENTRAR COM PROCESSO COM JUROS DE OBRAS COBRADO 1 ANO AINDA DEPOIS QUE ESTAVA MORANDO LA E VAI FICAR NA FILA DOS 30.000 PROCESSOS AINDA CORREM




  Mais notícias da seção mrv o pesadelo no caderno imovel mrv pesadelo
10/01/2018 - mrv o pesadelo - PESADELO MRV
a mrv tem mais de 300 mil processos a construtora e um pesadelo cobrança indevida dos imoveis entregue...



Capa |  a nostagia dos anos 80  |  bom dia sao paulo do transito  |  brasil e o mercado externo  |  catho e manager e uma cllada  |  cidade fantasma  |  cinema historia  |  diversidade  |  filhoes e pais  |  futebol feminino  |  governo temer um relaxo  |  imovel mrv pesadelo  |  mpt na falencia  |  mundo  |  noticias verdade  |  o circo uma arte muito nobre  |  polemica  |  rede globo investigada fbi  |  sociedade  |  trump war  |  u2 historia do bon vox  |  upa do sao vito nao tem medico
Busca em

  
21 Notícias